Pular para o conteúdo
Voltar

MTI coordena debate sobre banco de dados em conjunto com outros estados

Gustavo Nascimento | MTI

- Foto por: Assessoria
A | A

A Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI) coordenou os debates sobre Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) durante o 20º Fórum de Governadores da Amazônia Legal, realizado em Belém, Pará. Durante o encontro foram debatidos a integração de sistemas, banco de dados e governança em TIC.

Mato Grosso e Rondônia coordenaram a Câmara de Planejamento e Gestão Estratégica que contava com Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Roraima e Tocantins.

De acordo com Sandro Luis Brandão Campos, assessor executivo da MTI, houve um alinhamento entre os estados membros acerca do projeto prioritário, apresentação das políticas de TIC´s dos estados e definição das etapas de implementação do programa.

“Por isso, essa primeira reunião foi fundamental para que pudéssemos nivelar as ações, entender a tecnologia de cada um dos estados. Mas, ao final, saímos confiantes de que é bem possível unir os esforços, achar os melhores mecanismos e termos uma gestão compartilhada ainda mais eficiente”, afirmou.

Além das ações diretas definidas para a área de tecnologia, ainda foram debatidas a necessidade de a tecnologia suportar todas as demais demandas das outras áreas. “Meio ambiente, segurança pública, saúde, educação, regularização fundiária. Todas as áreas de negócio do consórcio fundamentalmente vão depender de ações, plataformas e infraestruturas tecnológicas para poder funcionar, integrar e processar os dados”.

Consórcio

Formados pelos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia, Mato Grosso e Maranhão, o Consórcio da Amazônia Legal foi oficializado durante o 17º Fórum de Governadores da Amazônia Legal. Por meio do Consórcio, os governos estaduais podem firmar cooperações, convênios, associações de serviços, execuções de obras, compras públicas entre outras ações e serviços para gerar maior desenvolvimento na região amazônica.